O perfil do Oficial de Inteligência

15/07/2016

Essa é uma continuação das nossas postagens sobre a atividade de Inteligência e o perfil do Oficial que trabalha com ela.

Perfil profissional

São algumas as áreas de atuação do Oficial de Inteligência na Abin. Embora sejam um pouco diferente entre si, para todas elas, é necessário um pensamento crítico, perguntar-se continuamente como aquele fato ou situação pode ser visto por outro ângulo, como aquilo pode ser interpretado de outras formas, quais prós e contras daquilo, ou que outras explicações são possíveis para o que se observa.

É importante buscar ser isento nas análises e não deixar suas convicções ou posturas pessoais interferirem na análise e interpretação do seu tema.

Também é fundamental iniciativa para se manter atualizado nos temas da sua área, sem que seja necessário receber uma ordem ou orientação expressa pra isso.

Outro fator importantes, especialmente hoje, é saber trabalhar em redes virtuais, com pessoas que têm experiências e conhecimentos diferentes do seu.

Também é importante o trabalho em equipe. E não falo de um conjunto de trabalhos individuais que é reunido por alguém; falo de haver divergência, de contestar ideias, de fazer o papel de ‘advogado do diabo’. Ao contrário do que pode parecer, a divergência fortalece a análise, abre caminhos que não haviam sido pensados, traz novas idéias e soluções que não estavam prontas. A divergência é a fortaleza da análise de Inteligência.

Igualmente benéfico é a ousadia intelectual, a boa ousadia. Pensar o que não foi pensado, propor novas formas de olhar e de resolver problemas, assumir riscos em adotar novas formas de gestão e de soluções, criar um ambiente propício para a inovação.

Hoje fazemos pouco disso… Estamos cristalizados há anos em modelos que têm se mostrado abaixo da eficiência com as mudanças que aconteceram no mundo, quase distante do dever-ser da Atividade, com algumas boas ilhas de excelência.

Que estas ilhas cresçam e se multipliquem em outras áreas. O segredo – que poucos conhecem – é que pra essas ilhas existirem não adianta esperar que façam; é necessário simplesmente fazer.

#aofi #oficialdeinteligencia #concurso #carreira #InteligenciadeEstado

Share This