Inteligência e a prevenção ao terrorismo

Na prevenção ao terrorismo, somente sorte ou prevenção por meio da atividade de Inteligência podem minar o planejamento de uma ação terrorista. A Inteligência brasileira possui um corpo de Oficiais de Inteligência dedicados exclusivamente a antecipar e dirimir os riscos de ataques terroristas em território brasileiro e a atuar preventivamente contra essa ameaça.

Atos terroristas são ações planejadas de violência extrema, motivados por agenda político ideológica contra a sociedade e o Estado democrático de direito.

A atuação da Inteligência de Estado tem função de antecipar informações que permitam a segurança e manutenção de infraestruturas críticas ao funcionamento do Estado.

O trabalho consiste em avaliar informações que chegam por operações realizadas pela própria Agência Brasileira de Inteligência, por parceiros internacionais, por adidos no exterior, ou por colaboração com órgãos do Sistema Brasileiro de Inteligência – Sisbin.

A partir do recolhimento destas informações e da priorização de ações, a Inteligência de Estado repassa as informações para demais órgãos e unidades do Sisbin, que promoverão ações específicas judiciais ou policiais para repressão das atividades identificadas.

Share This